Blog SOS Amazônia
Transparência

SOS Amazônia apresenta resultados parciais de monitoramento de quelônios no Vale do Juruá

 

O projeto “Quelônios do Juruá: Eu Protejo” é uma iniciativa realizada pela SOS Amazônia que desde 2003 atua com o objetivo de garantir a conservação das espécies de tartarugas, tracajás e iaçás na região.


Como parte das ações 2017, técnicos da SOS Amazônia fizeram, durante o mês de outubro, visitas e acompanhamento as áreas de proteção nas comunidades do município de Marechal Thaumaturgo. Mais de 40 famílias monitoras foram visitadas.


A ação consiste em identificar e supervisionar regiões de desovas de quelônios mediante a inserção de faixas de sinalização nas praias monitoradas, além de conscientizar os comunitários sobre a importância desses animais para a manutenção do ambiente na região.

De acordo com Márcia Silva, técnica em agroecologia, essa é uma prática ecológica muito importante para livrar essas espécies do perigo de extinção.


“Esse ato é muito especial, pois além da dedicação e responsabilidade de todos que atuam, ainda existe o fato de estar contribuindo contra a extinção desses animais ”, afirma Márcia.

Relatório parcial das atividades aponta que em 2017 foram realizadas em torno de 124 visitas técnicas sobre manejo e conservação dos quelônios, com a participação de pelo menos 44 famílias. Foram sinalizadas 58 praias na Reserva Extrativista Alto Juruá e no Parque Nacional da Serra do Divisor (PNSD), e identificados 251 ninhos de tracajás, 107 de iaçás e apenas oito de tartarugas da Amazônia. Até o momento, eclodiram 1200 ovos e estima-se que 70% dos ovos vão eclodir ainda até o dia 15 novembro.


Importante alertar que a tartaruga da Amazônia é a espécie mais ameaçada dentre os quelônios. Por isso, a importância de fortalecer as iniciativas de manejo e conservação desses animais. No entanto, embora oito ninhos seja um número pequeno e preocupante, comparado a outros anos, que a incidência de ninhos era entre um e dois, houve um considerável aumento da presença de tartarugas desovando nas praias do rio Juruá.


O projeto, mesmo com a falta de apoio financeiro permanente, continua firme em proteger e respeitar a biodiversidade, com o intuito de diminuir a pressão humana sobre a floresta e fauna. E você pode ajudar a salvar os quelônios do Juruá. Colabore e seja um aliado nesta causa! .  #façaflorescer #diadedoar #Forest #Amazon


Quem doa transforma! Junte-se a nós! Doe Agora.


Aqui você tem acesso a um relatório parcial dos investimentos, doações recebidas e resultados de manejo e conservação dos quelônios 2017. (Acesse)


Por Deylon Félix