Blog SOS Amazônia
Notícia

Projeto Saúde das Florestas realiza oficina na Reserva Extrativista Chico Mendes

A SOS Amazônia e a Universidade Federal do Acre (UFAC) realizou no último dia 29 de julho, na Reserva Extrativista Chico Mendes, Escola União, situada em Xapuri, Acre, a “Oficina Saúde das Florestas - Os comunitários como multiplicadores do conhecimento”.


Com o objetivo de sensibilizar, compartilhar e ampliar os conhecimentos sobre suas florestas, foram desenvolvidas atividades definidas pelos próprios comunitários relativas a problemas enfrentados pela população local.


 “Esta oficina abordou temáticas extremamente relevantes para a comunidade, e trouxe inovação para os jovens atuantes da reserva serem multiplicadores do conhecimento”, diz Fiama Lima, articuladora comunitária do Projeto Saúde das Florestas.


Durante a oficina foram realizados trabalhos em grupo e discussões abertas. Os participantes foram incentivados a fazer contribuições quanto a sua percepção diante de temas relacionados às mudanças ocorridas dentro da Resex nos últimos anos. Assuntos como mudanças climáticas, mau uso do solo, desmatamento, alagações, defaunação, aumento na temperatura e desequilíbrios ambientais foram alguns dos principais problemas citados.


Além disso, os participantes puderam conhecer e compreender ferramentas utilizadas no monitoramento das espécies vegetais, com a finalidade de analisar o estado em que estas se encontram.


De acordo com Raimundo Mendes, um dos moradores mais conhecidos da Reserva Extrativista Chico Mendes - Xapuri, é muito importante que projetos voltados para o cuidado com a floresta existam, a fim de mitigar o avanço negativo de degradações que estão ocorrendo.


Sr. Raimundo Mendes, morador da Resex Chico Mendes. Ele teve importante participação nos empates* liderados pelo líder seringueiro Chico Mendes

“Quero dizer que é uma satisfação parabenizar estas iniciativas, pois nos mostra que há uma preocupação muito grande com a Reserva Extrativista. E precisamos que este trabalho seja contínuo dentro da Resex ou o seu futuro será incerto. Somos poucos moradores aqui, mas já assimilamos bem o que foi trabalhado e isto é um ponto positivo” afirma Raimundo Mendes.

A oficina trouxe explicações valiosas para que os comunitários enxerguem a floresta como um organismo vivo, e que necessita de cuidados e atenção por parte daqueles que também dependem dela.


Sobre o Projeto

Projeto Saúde das Florestas se propõe a aumentar o entendimento sobre a biodiversidade florestal e o estoque de carbono no sudoeste Amazônico.


É resultante de uma parceria entre os professores do PPG em Ecologia e Manejo de Recursos Naturais (da Ufac), Sabina Cerruto Ribeiro (coordenadora do projeto / Engenharia Florestal), Fernando Augusto Schmidt (Ecologia) e Foster Brown (Parque Zoobotânico), com o professor Stephen Perz e a doutora Galia Selaya da Universidade da Flórida (UF).


Com duração de dois anos, esse projeto conta com a gestão financeira da SOS Amazônia. Grande parte das atividades é desenvolvida na Reserva Extrativista Chico Mendes. A expectativa da equipe é que os resultados do projeto sejam referência para o monitoramento da saúde das florestas no Acre bem como da sua conservação e uso sustentável para o século 21.


Essa iniciativa foi submetida e aprovada em um edital promovido pela U.S. National Academy of Sciences (NAS) em parceria com a United States Agency for International Development (USAID).


Por: Deylon Félix


*EMPATE

🌳 O Empate é uma manifestação em prol da preservação da floresta Amazônica pelos seringueiros. Na década de 1980, a ação era usada por ativistas seringueiros como Chico Mendes, que, junto à uma comunidade, perfilavam no meio da floresta para impedir sua destruição. Chico foi referência na luta pela preservação da floresta, e um dos fundadores da SOS Amazônia.


🌳 Inspirados pelo movimento dos seringueiros, no domingo, 26 de agosto, acreanos realizaram o primeiro Empate pela Amazônia, na Praça Povos da Floresta. Dia 05/09, em Rio Branco (AC), haverá o segundo Empate, em frente ao Palácio Rio Branco. O evento faz parte de uma série de protestos que acontece pelo Brasil, intitulada #AmazônianaRua


Junte-se a nós em defesa da Floresta Amazônica. Apoie o Brigadas Amazônia.